Monthly Archives: January 2019

3º Concerto CriaSons dia 11 de Fevereiro com programa inédito de Alejandro Erlich Oliva

Depois de dois concertos memoráveis, onde se estreou o programa de Fernando C. Lapa (10 Dez 2018) e de Cândido Lima (14 Jan 2019) num Palácio Foz esgotado, o Festival CriaSons regressa no próximo dia 11 de Fevereiro à Sala dos Espelhos do Palácio Foz para um 3º concerto muito especial: a estreia do programa “Argentino em Portugal”, desenhado por Alejandro Erlich Oliva.

Compositor e contrabaixista argentino, confesso admirador de Portugal, onde reside há mais de quatro décadas, Alejandro Erlich Oliva apresenta um programa que reflecte o seu percurso e as suas influências estéticas, históricas e pessoais, dando a ouvir obras dele próprio e de Alberto Ginastera, Astor Piazzolla, Constança Capdeville, Diego Kovadloff e Samuel Pascoal.

“A matriz autoral [do programa] é argentina e portuguesa, como corresponde à minha condição de residente e admirador do generoso país que me recebeu de braços abertos em 1976, ano em que a Argentina mergulhava na tragédia de uma feroz ditadura”, explica o compositor e contrabaixista que tem desenvolvido uma obra de reconhecido mérito a nível nacional e internacional.

Quatro das nove obras do repertório serão aqui apresentadas em estreia absoluta: “Canção Sobre Poema de José Luís Peixoto” de Diego Kovadloff (composta especialmente para o Festival CriaSons); “Tres Danzas Argentinas” e “Pequeña Canción y Danza” (esta em estreia nesta versão) de Alejandro Erlich Oliva; e “Opus Brevis” de Samuel Pascoal (um dos seis compositores vencedores do Concurso CriaSons de Compositores Emergentes).

Festival CriaSons oferece assim, no 3º concerto, um programa mais próximo do público generalista, em virtude da presença de formas musicais de origem popular tais como o tango “Kicho”, de Astor Piazzolla e a reformulação de Alejandro Erlich Oliva a partir de danças do folclore rural argentino.

Nas obras vocais, os poetas que ‘dão voz’ ao repertório deste concerto são os portugueses Florbela EspancaMarquesa de AlornaNatália Correia e José Luís Peixoto e os espanhóis Federico Garcia LorcaJuan Ramón Jiménez e Rafael Alberti.

Estão todos convidados para esta que será a última apresentação do CriaSons em Lisboa, antes do festival partir pelo país fora!

A não perder: Programa “Argentino em Portugal” de Alejandro Erlich Oliva – dia 11 de Fevereiro, no Palácio Foz, pelas 18h – com interpretação de Natasa Sibalic (soprano), Alejandro Erlich Oliva (contrabaixo) e do Quarteto Lopes-Graça composto por Luís Pacheco Cunha e Maria José Laginha (violinos), Isabel Pimentel (violeta) e Catherine Strynckx (violoncelo).

Posted in Agenda | Leave a comment

Festival CriaSons regressa dia 14 de Janeiro com programa inédito de Cândido Lima

Estão todos convidados para o 2º concerto do Festival CriaSons, que acontece no próximo dia 14 de Janeiro, no Palácio Foz, em Lisboa, pelas 18h00, com a estreia do Programa desenhado pelo compositor Cândido Lima.

Depois do magnífico 1º concerto, onde se apresentou o Programa de Fernando Lapa num Palácio Foz esgotado, temos novo encontro marcado – mais um passo que cumpre a missão de promover e divulgar os mais desafiantes estilos e as mais estimulantes linguagens da música erudita contemporânea.

O Programa “Para Além da Música – Memórias e Afectos”, de Cândido Lima, é prova disso mesmo: nele coabitam classicismo, modernidade, ciências e tecnologias, novas acústicas, e lirismo de ontem e de sempre.

O repertório é composto por sete obras, entre as quais estão peças de compositores reconhecidos como Iannis Xenakis, Pascal Dusapin, Fernando Valente, António de Sousa Dias, Ângela Lopes e do próprio Cândido Lima, mas também da compositora emergente Camila Menino (um dos seis nomes vencedores do Concurso CriaSons), que apresentará “Primevo”, obra em estreia absoluta, composta propositadamente para o festival.

Nas palavras do compositor responsável: [O Programa] significa uma panorâmica de todos os afectos e memórias de que se rodeia a nossa existência. Dessas vivências e experiências pessoais, de músico e de pessoa, com os compositores e com as compositoras do programa, misturam-se amizades e cumplicidades entre discípulos, amigos, mestres, colaboradores, tudo colorido pelo conhecido e pelo desconhecido de gerações distantes no tempo, com os extremos entre o gigante Xenakis e a jovem Camila Menino”.

Sob a direcção de Brian MacKay, o concerto tem como intérpretes Natasa Sibalic (soprano), Ana Cláudia de Assis (piano), Katharine Rawdon (flauta), Paulo Gaspar (clarinete), Eliot Lawson (violino), Luís Pacheco Cunha (violino), Catherine Strynckx (violoncelo) e Adriano Aguiar (contrabaixo).

Já têm a vossa Agenda de 2019? Então toca a marcar: dia 14 de Janeiro, 18h00, Palácio Foz, Lisboa. Entrada Livre.

Posted in Agenda | Leave a comment