ADRIANO AGUIAR

Músico contrabaixista com uma carreira centrada na actividade orquestral, integrou as Orquestras Sinfónicas da RDP/Porto (1978-1985), do Teatro Nacional de São Carlos (1985-1992) e desde 1996 é Coordenador de Naipe Adjunto na Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Estudou contrabaixo com Augusto Fortuna, Alejandro Erlich-Oliva e Iouri Axenov.

É licenciado em contrabaixo pela ESML e doutor em Música e Musicologia pela Universidade de Évora.

Salienta-se o seu interesse pela Música de Câmara. Neste contexto fez parte de diversos ensembles (Oficina Musical, Quarteto de Contrabaixos de Lisboa, Contr’Orquestra), destacando-se o Duo Contracello (comMiguel Rocha) e o Avondano Ensemble.

A sua apresentação como solista tem alguns pontos de interesse, com relevo para as suas actuações com a Orquestra D. Fernando II e com a Orquestra Sinfónica Portuguesa (Passione Amorosa de Bottesini, com Pedro Wallenstein); com a Orquestra da Escola Profissional de Música de Espinho (Concerto de Goleminov); com o Quarteto Lopes-Graça (repertório português do séc. XIX); com o pianista João Paulo Santos apresentou a Sonata de Hindemith e um recital nos Dias da Música no CCB, em Abril de 2013, intitulado “Bottesini em Lisboa”.

Formou vários alunos na Escola Profissional de Música de Espinho e na Academia Nacional Superior de Orquestra.

Desde 2012 é professor de contrabaixo na Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART), tendo tido ao longo do seu percurso uma actividade regular enquanto professor em Masterclasse.