Imprensa

logo-qlg

QUARTETO LOPES-GRAÇA – CRÍTICA MUSICAL

critica-clarin

noticia-expresso-graca_04-10-14

QUARTETO LOPES-GRAÇA

SALA SOPHIA DE MELLO-BREYNER, sala cheia

O QLG apresentou-se com música escrita entre 1925 e 1966 (Turina, Schostakovich, Lopes-Graça). Adequando o estilo de execução a cada partitura, revelou-se um agrupamento coeso, ritmicamente exacto e atento quer ao detalhe, quer à grande linha interpretativa. O violoncelo tem um som escuro e poderoso, a viola um som rico e redondo, e o primeiro violino (bem secundado), um som límpido e penetrante, sem ser estridente; o domínio técnico individual é tão evidente que a técnica passa despercebida. Depois de uma Oración del Torero, de Turina, tocada com grande sensibilidade, as Catorze Anotações, de Lopes-Graça, manifestaram invulgar intensidade expressiva. Finalmente, o Quarteto n.º 4 de Chostakovich foi-nos dado numa interpretação poderosa, de fluência quase perfeita, ao melhor estilo russo.

Manuel Pedro Ferreira, Público, 22/4/2008

(concerto apresentado na edição deste ano dos Dias da Música do CCB, Lisboa)

 

“O Quarteto Lopes-Graça é um dos melhores agrupamentos camerísticos portugueses da actualidade.”

Luís Rocha, Diário de Notícias da Madeira, 5/3/2011

 

O Quarteto Lopes Graça tem centrado a sua acção na divulgação da nova música portuguesa do séc XX e XXI e tem-no feito com boas escolhas e com uma grande qualidade interpretativa (…) Uma leitura excepcional do Canto de Amor e de Morte !

Pedro Boléo, Público (Ipsilon), 13/2/2015

 

QUARTETO LOPES-GRAÇA

CD – LOPES-GRAÇA – COMPLETE MUSIC FOR STRING QUARTET AND PIANO

 

No Quarteto e na Suite, os Lopes-Graça “arrancam” boas interpretações, conseguindo definir desde logo, e mantê-la, a identidade sonora de cada uma das obras – tão diversas em tudo – ao mesmo tempo evidenciando um som de conjunto mais apurado, mais ágil, o que fica perfeitamente evidenciado na Suite Rústica.

Bernardo Mariano, Diário de Notícias, 11/10/2014

 

The quartet, named as it is for the composer, clearly knows and loves his work, and in tempos and range of expression the players cannot be faulted.

Phillip Scott, Fanfare Magazine, 2014

 

Olga Prats again brings her expertise and deep knowledge of Lopes-Graça’s music to a strongly committed reading of the masterly and often deeply moving piano quintet Canto de Amor e de Morte. She is superbly partnered by the Lopes-Graça Quarteto which comes into its own in the substantial First String Quartet and in Suite Rústica No.1 which they deliver with aplomb and commitment.

Hubert Culot, Music Web International, 2014