Joly Braga Santos – Integral de Música de Câmara

integraljolysite

Joly Braga Santos (Lisboa, 1924 – Lisboa, 1988) é uma das principais figuras da Música Portuguesa do Século XX. Sinfonista fecundo e inspirado, chefe de orquestra, diretor de gravação da RDP, crítico musical e pedagogo, a ação multiforme de Joly Braga Santos (JBS) foi um factor impulsionador da atividade musical da sua época e a sua obra de compositor estará para sempre considerada entre as grandes realizações artísticas de matriz autoral portuguesa.

Dois premonitórios traços descritivos, expostos em finais dos anos 70 por João de Freitas Branco (Lisboa, 1922 – Caxias, Oeiras, 1989) – “JBS é caso nítido de descendência artística, com relação ao seu mestre, Luiz de Freitas Branco” e “JBS é o inverso do artista que se dirige apenas a minorias privilegiadas” – estão hoje, quase quatro décadas mais tarde, perfeitamente comprovados: a linhagem de descendência de JBS foi transmitida pelo mestre a seus discípulos de diversas gerações e estilos, como por exemplo António Victorino d’ Almeida (Lisboa, 1940), Isabel Soveral (Porto, 1961) e Alexandre Delgado (Lisboa, 1965); também se verificou que, longe de conquistar “minorias privilegiadas”, a arte sinfónica de JBS foi consagrada pela adesão do, assim chamado, “grande público”.

Reunir a música de câmara instrumental de JBS numa edição discográfica orgânica que também possa gerar um ciclo de concertos é o projeto que vimos acalentando desde há pelo menos dois anos.

A Música de Câmara continua a ser o “parente pobre” da música dita erudita. Contrariando essa tendência, concebemos esta integral JBS como uma chamada de atenção que visa demonstrar que o repertório de música de conjunto de um emblemático compositor pode ser tão comovente como as suas grandes sinfonias e que a grandeza da Música não depende da quantidade de instrumentistas que estão em cena.

A ocasião propícia para o desenvolvimento deste projeto surge agora quando se cumprem, em 2018, trinta anos sobre o desaparecimento físico de JBS.

O projeto reúne uma grande equipa de músicos intérpretes com importantes carreiras nacionais e internacionais. São muitos deles os destinatários iniciais das obras de JBS. Mencione-se, entre outros, Olga Prats, António Saiote, membros do Grupo de Metais de Lisboa, Irene Lima ou Leonor Braga Santos, filha do compositor.

A grande Música de JBS merece o enorme esforço encetado. Ela é a prova viva da importância da Música de Câmara como factor gerador de conteúdos que definem a memória colectiva de um povo.

CONCERTO/ CD I – QUARTETOS DE CORDAS
PROGRAMA DEDICATÓRIA ARTISTAS FORMAÇÃO ANO
Quarteto nº 1, op. 4,       em ré m A Luís de Freitas Branco Quarteto Lopes-Graça Quarteto de Cordas 1945
Quarteto nº 2, op. 29,     em lá m A Maria José Braga Santos Quarteto Lopes-Graça Quarteto de Cordas 1957

Ver aqui o primeiro concerto na Sala Luís Freitas Branco no CCB, no dia 2 de Novembro: https://www.rtp.pt/antena2/videos/quarteto-lopes-graca-2-novembro-19h00_3775

 

CONCERTO/CD II – MÚSICA DE CÂMARA COM PIANO
 PROGRAMA  DEDICATÓRIA  ARTISTAS  FORMAÇÃO ANO
Quarteto com Piano,      op. 28 Ao Quarteto de Lisboa Jill Lawson, Eliot Lawson, Natasha Tchitch, Catherine Strynckx Piano, Violino, Violeta e Violoncelo 1957
Suite de Danças, op. 63 Ao Opus Ensemble Jill Lawson, Ricardo Lopes, Natasha Tchitch, Adriano Aguiar Piano, Oboé, Violeta e Contrabaixo 1984
Trio com Piano, op. 64 Ao Mirecourt Trio Jill Lawson, Eliot Lawson, Catherine Strynckx Piano, Violino e Violoncelo 1985

 

CONCERTO/ CD III – ENSEMBLES COM CORDAS E PIANO
 PROGRAMA  DEDICATÓRIA  ARTISTAS  FORMAÇÃO ANO
Melodia Catherine Strynckx

Olga Prats

Violoncelo e Piano 1987
Tema e Variações, op 12 A Pilar e Elizabeth Coimbra Torres Catherine Strynckx

Olga Prats

Violoncelo e Piano 1948
Canção A Piedade Braga Santos Leonor Braga Santos, Olga Prats Violeta e Piano 1971
Nocturno, op. 1 A Silva Pereira Luís Pacheco Cunha, Olga Prats Violino e Piano 1942
Ária I, op. 2 A Madalena e Helena Sá e Costa Irene Lima

Olga Prats

Violoncelo e Piano 1943
Ária II, op. 57 A Luísa Vasconcelos Irene Lima

Olga Prats

Violoncelo e Piano 1977
Sexteto de cordas, op. 65 A Alberto Lysy Quarteto Lopes-Graça, Leonor Braga Santos, Irene Lima Sexteto de Cordas 1986

1986 
CONCERTO | CD IV – ENSEMBLES DE SOPROS
PROGRAMA  DEDICATÓRIA  ARTISTAS  FORMAÇÃO  ANO 
Aria a Tre, op. 62  A Diogo Freitas Branco Paes, Leonor Falcão Trigoso Braga Santos e António Rosa António Saiote, Leonor Braga Santos, Olga Prats  Clarinete, Violeta e Piano  1984 
Improviso para Clarinete e Piano, op. 70  A António Saiote e Olga Prats  António Saiote,           Olga Prats  Clarinete e Piano  1988 
Adagio e Scherzino   Ao Quinteto Nacional de Sopros  Nuno Ivo Cruz, Ricardo Lopes, António Saiote, Carolino Carreira, Paulo Guerreiro  Quinteto de Sopros  1956 
Peça para Flauta   A Luís Boulton  Nuno Ivo Cruz , Olga Prats  Flauta e Piano   
Peça para Fagote  Angelo Pestana  Carolino Carreira  Fagote solo  1946 
Suite para Instrumentos de Metal  Ao Grupo de Metais de Lisboa  Jorge Almeida, António Quítalo, Pedro Monteiro, Paulo Guerreiro, Jarrett Buttler, Vítor Faria, Ilídio Massacote  3 Trompetes, Trompa, 2 Trombones e Tuba  1985