20 de Junho 2021 | 11H30

Altice Forum - Braga

FICHA ARTÍSTICA

ELIOT LAWSON (Violino)

ORQUESTRA SINFONETTA DE BRAGA

BRIAN MACKAY (Direcção)

DESCOBRIR NORONHA

Por ocasião do bicentenário do seu nascimento, em terras vianenses, no âmbito deste projecto, estamos a promover a mais completa mostra de sempre da obra do compositor português Francisco de Sá Noronha. Autor de um importante projecto de ópera nacional, compôs duas óperas baseadas em obras de Garret - Beatriz de Portugal e O Arco de Sant’Ana – e foi criador de numerosas operetas, algumas delas muito ao gosto do Brasil, onde viveu intermitentemente cerca de 30 anos. Noronha foi também o nosso mais importante violinista virtuoso do século XIX.

Foram assim convidados 2 violinistas virtuosos  – um belga e um italiano – para promover o confronto da  sua obra para violino com a de outros mestres seus contemporâneos - Paganini, Vieuxtemps, e outros violinistas seus contemporâneos e obras portuguesas para violino de todas as épocas.

“Descobrir Noronha” cruza a sua vida aventurosa com a agitação do Liberalismo, período em que  Portugal descobre novos rumos. Será um ano em cheio e em contra-relógio para inscrever Noronha na nossa história colectiva.

Obras de Francisco de Sá Noronha, Santos Pinto e Joly Braga Santos.

PROGRAMA

SÁ NORONHA, Francisco [V. do Castelo, 1820 – Rio de Janeiro,1881]

Abertura da Opereta “Os Noivos” (Rio de Janeiro,1880)
Prelúdio - Valsa

Variações “Domino Noir”
para violino e orquestra sobre temas da ópera Le Domino Noir de Daniel Auber (1837)
partitura de orquestra recuperada por César Viana

Allegro de Concerto
para violino e orquestra
partitura de orquestra recuperada por César Viana

BRAGA-SANTOS, Joly [Lisboa, 1924 – 1988]
Concerto para Orquestra de Cordas, op. 17 (1951)
Largamente maestoso - Allegro
Adagio non troppo
Allegro ben marcato
SANTOS PINTO, Francisco [Lisboa, 1815 – 1860]
Abertura “O Crepúsculo”
para orquestra