Festival CriaSons encerra com um espetáculo que desafia os limites da música contemporânea

  • - Chega ao fim a 4ª edição do CriaSons
  •  - Festival intimamente associado ao trabalho de Constança Capdeville
  • - Espetáculo dos compositores Paulo Brandão, Carlos Alberto Augusto e outros
  • - 24 de Fevereiro pelas 19h00, entrada gratuita

 

O festival, que tem sido um palco de homenagem e desenvolvimento do Teatro-Música, inspirado pela obra da compositora Constança Capdeville, encerra com uma performance inovadora.

O espetáculo de encerramento da 4ª edição do Festival CriaSons “Árvore Metálica e Outras Histórias”, agendado para 24 de Fevereiro pelas 19h00 na Biblioteca de Marvila, em Lisboa, conta com a curadoria dos compositores Paulo Brandão e Carlos Alberto Augusto.

A entrada é livre, convidando o público a testemunhar uma abordagem revolucionária aos instrumentos de metal. Esta experiência promete transcender a tradicional concepção de concerto, oferecendo uma viagem onírica e surrealista que promete alterar a percepção musical dos espectadores.

A performance é uma promessa de desafio aos limites da música contemporânea, uma desconstrução e reinvenção que se afasta de qualquer paralelo conhecido.

Concebido e organizado pela Musicamera Produções, o Festival CriaSons reuniu até hoje, grandes nomes da criação musical nacional – António Vitorino de Almeida, Alejandro Erlich Oliva, Alexandre Delgado, Amílcar Vasques Dias, Mário Laginha, Eurico Carrapatoso, Cândido Lima, Pedro Caldeira Cabral, Carlos Azevedo, António Pinho Vargas, Fernando Lapa, entre outros, - com grandes intérpretes colectivos - Opus Ensemble, Quarteto Lopes Graça, Quarteto Artzen, Kinetix Duo, Duo Contracello, Ensemble Musicamerata, e individuais, levando a criação musical contemporânea portuguesa a palcos por todo o país e estrangeiro.

 

FICHA ARTÍSTICA:

Carlos Alberto Augusto
“Acinesia/Akinesis”  - 8 minutos
para viola, eletrónica e voz
|  Intérprete – Jorge Alves  |

“A Observação do Tempo/ Observing Time”  - 12 minutos
para tarola, eletrónica e voz
|  Intérprete – Andrés Perez  |

Constança Capdeville
“Ámen por uma Ausência” - 7 minutos
para contrabaixo
|  Intérprete – Pedro Wallenstein  |

Tylman Susato | arr. John Iveson
Susato Suite

Paul Dukas
Fanfare pour précéder la Péri

Paulo Brandão
“Árvore Metálica” - 10 minutos
para Sexteto de Metais, mesa e “spare parts”

Astor Piazzolla
Libertango

Intérpretes
Rodrigo Ferreira Gomes, Adriano Franco, João Serrano (trompetes)
Sebastião Reis, Ana Rosa Carvalho (trompas)
Pedro Rolo, Duarte Neiva, Afonso Ribeiro (trombones)
Filipe Carvalho (tuba)
Andrés Pérez (percussão)
Direção – João Paulo Fernandes

 

Criação Musical / Cénica – Paulo Brandão, Carlos Alberto Augusto

 

CONTACTOS

Rua Ovídio Martins, 6
2855-355 Corroios, Portugal
geral@musicamera.pt
+351 217 165 158

REDES SOCIAIS