© ANDRÉ ROMA

RECORTES

“There is nothing ‘diverting’ in the entertaining sense about this: it is a highly dramatic work, the first of whose two movements is overhung by an atmosphere of menace which builds to a fearsome climax before finally subsiding, and whose second is characterized by tense agitation, with violent eruptions and vicious snarls.”  |  “Não há nada de "divertimento" no sentido divertido disto: é uma obra altamente dramática, cujos dois primeiros movimentos estão suspensos numa atmosfera de ameaça que culmina num clímax atemorizante antes de finalmente ceder, e o segundo é caracterizado por uma tensa agitação, com erupções violentas e rosnados maléficos.” [link]

Gramophone, 2021

“Though he is quite often and deservedly regarded as a highly-distinguished symphonist, Braga Santos also composed a lot of chamber music although much of it is generally on a smaller scale than his symphonic output.”  |   “Embora seja muitas vezes, e merecidamente, considerado um sinfonista muito distinto, Braga Santos também compôs muita música de câmara, embora muita dela seja, geralmente, em menor escala do que a sua produção sinfónica.” [link]

Music Web International, 2021

“Brian MacKay, diretor artístico do festival, diz sentir "que esta ideia já atingiu a sua maturidade, consolidou-se e assumiu identidade própria". O responsável afirma que este é um festival "que gera a sua própria energia, alimentada pelo poder de ouvir novas músicas, ao vivo, tendo como pano de fundo as influências humanas e artísticas que as inspiraram". [link]

Gerador, 2021

“Juntamos músicos profissionais, amadores, estudantes, coros, ópera, música de câmara, solos, e esta “mistura” é algo muito importante para nós, mesmo os músicos profissionais aprendem muito assim, a trabalhar com um grupo tão variado. Por outro lado, é o criar concertos e performances para o público da região, poder contribuir artística e culturalmente para a região. Esta junção que fazemos da cultura “imaterial” com a cultura “material”, tendo a oportunidade de valorizar o património.” [link]

Médio Tejo, 18/07/2021

“Festival ZêzereArts - Música no Património traz na bagagem concertos, recitais e ópera, além da componente pedagógica que lhe está na génese. (...) As pautas seguem por lugares históricos como a vila de Dornes, o Convento de Cristo nabantino ou as Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha.” [link]

Público, 16/07/2021

“Depois de uma edição excecionalmente deslocada para Évora, o ZêzereArts está de regresso às origens, com um programa de concertos, recitais, coros e ópera, em locais como o Convento de Cristo, em Tomar, o Mosteiro da Batalha ou a vila templária de Dornes, em Ferreira do Zêzere.” [link]

Visão, 16/07/2021

CriaSons é um Festival inédito dedicado às tendências da música de câmara portuguesa contemporânea.

Na sua 3ª edição, continua a apostar na criação musical contemporânea, promovendo o ecletismo musical, cruzamentos e interações estéticas e artísticas, com a encomenda de obras inéditas a reconhecidos compositores do panorama musical português.” [link]

Antena 2, 04/05/2021

“O Festival Criasons promove, desde o início da década passada, a criação musical contemporânea em Portugal.” [link]

Time Out, 10/11/2020

“Inspirados por toda a mitologia que rodeia os dois personagens Geraldo Sem Pavor e a moura Samira, e este período ímpar da História de Portugal, a Musicamera, o conceituado compositor português Amílcar Vasques-Dias e a libretista Helena da Nóbrega juntaram-se para conceber um espectáculo que conta com dezenas de cantores, actores, músicos e figurantes da cidade de Évora, sob a direcção musical do maestro Brian MacKay.” [link]

Cardápio, 20/07/2020

“O "Zezerearts" nasce em 2011, por iniciativa de Brian MacKay, seu diretor artístico, e é um projeto de uma das mais prestigiadas produtoras de música erudita em Portugal, a Musicamera.” [link]

Jornal de Notícias, 24/06/2020

“Além dum "intenso programa" de aulas individuais e de música de câmara, para os quais se podem candidatar agrupamentos já formados ou que serão constituídos no âmbito do curso, integrando a Orquestra do Festival ZêzereArts, a edição deste ano conta ainda com uma ‘masterclass’ com a violoncelista Ophelie Gaillard.” [link]

RTP, 24/06/2020

"Festival CriaSons abre concurso para novos compositores" [link]

Público, 05/05/2020

"Uma ópera para contar os primeiros dias de Évora". A estreia da ópera Geraldo & Samira, com música de Amílcar Vasques-Dias e libreto de Helena da Nóbrega, encerra este fim-de-semana o programa Artes à Rua. [link]

Público, 30/08/2019

 

“Ficção, música e dança misturam-se nesta inédita proposta que se centra nas figuras de Geraldo Sem Pavor e da Moura Samira”.

Correio da Manhã, 26/08/2019

 

“Todo o conceito do Festival CriaSons está assente na partilha de conhecimento e experiências; por exemplo, uma compositora de dezassete anos está a trabalhar com uma das maiores referências da música contemporânea portuguesa.”

António Catarino, TSF, 14/01/2019

 

“«As Bodas de Fígaro», de Mozart, encerram o Festival ZêzereArts, em Ferreira do Zêzere, com duas apresentações no Cine-Teatro Ivone Silva, onde a organização espera lotação esgotada para a maior produção operática do festival.”

Diário de Notícias, 01/08/2018

 

“O ZêzereArts está no território do Médio Tejo com quatro municipios, tendo começado em Ferreira do Zêzere, contando todos os anos com os melhores músicos de diversas áreas. É um elemento marcante no panorama cultural português, que traz milhares de pessoas a estes territórios.”

RTP Mais Perto 7 Maravilhas, 16/07/2018

 

“O festival de música erudita ZêzereArts oferece, de 15 de julho a 04 de agosto, em Ferreira do Zêzere, Tomar, Vila Nova da Barquinha e Batalha, cerca de 20 concertos, recitais, exposições e espetáculos de ópera. O festival, que decorre em salas, espaços ao ar livre e monumentos históricos dos quatro concelhos dos distritos de Santarém e Leiria, anuncia para este ano a sua programação mais ambiciosa.”

RTP, 04/07/2018

 

“Projeto resgata música de câmara de Joly Braga Santos. Musicamera Produções concebeu operação que passa por concertos em todo o país, gravação integral para edição em CD e revisão e edição das partituras.”

Bernardo Mariano, Diário de Notícias, 08/06/2018

 

“É dia de voltar a Joly Braga Santos. Mais logo, no Centro Cultural de Belém, treze músicos vão reunir-se para um concerto muito especial com obras do compositor português. São treze estrelas, de diferentes instrumentos, que se vão juntar para regressar a obras essenciais.”

Paulo Alves Guerra, Império dos Sentidos, Antena 2, 07/06/2018

 

“Concertos de música de câmara em Évora, Lisboa e Castelo Branco celebram Joly Braga Santos. Esta é uma iniciativa de Musicamera Produções, que projeta editar em CD a integral de Música de Câmara de Joly Braga Santos, no próximo ano, e continuar este ano e no próximo a realizar concertos em todo o país dedicados ao compositor.”

Diário de Notícias, 05/06/2018

 

“Nos últimos seis meses, o Convento dos Capuchos foi palco de uma residência artística que teve uma ópera como resultado.”

Luciana Leiderfarb, Expresso, 14/06/2017

 

"Porque acerca un repertorio atractivo y poco frecuentado, con interpretaciones de alto nível."

Federico Monjeou, Clarín, 24/10/2015

 

"El Cuarteto Lopes-Graça, como producto de exportación cultural, exhibe una muy positiva imagen del movimiento musical portugués. Está integrado por cuatro ejecutantes de alto nivel instrumental, impecables y seguros en sus ataques y la cohesión rítmica, capaces de conseguir climas sonoros muy comunicativos, así necesiten expresar vehemencia o lirismo poético."

Jorge Araóz Badí, La Nacion, 18.10.2015

 

“Um festival que, como o CriaSons, oferece somente obras nacionais, com a convicção de conseguir atrair e seduzir espetadores, é um gesto de coragem, perseverança na prática de um importante serviço público e confiança total na qualidade e impacto dessas obras.”

Manuela Paraíso, Jornal de Letras, Artes e Ideias, 09/02/2011

 

“O festival CriaSons contribui para o necessário crescimento internacional do mercado de espetáculos português e para a exportação da atividade cultural portuguesa.”

Pedro Wallenstein, Diário Digital, 17/01/2011

 

“É um festival inédito dedicado às tendências da música de câmara portuguesa contemporânea.”

Destak, 14/01/2011

 

“Representar os agrupamentos de música de câmara que a integram, dar-lhes maior visibilidade, desenvolver projectos, organizar concertos, são algumas das tarefas a cargo da Musicamera Produções, estrutura a apresentar hoje formalmente no Palácio Foz.”

Diário de Notícias, 02/03/2009

CONTACTOS

Rua Ovídio Martins, 6
2855-355 Corroios, Portugal
geral@musicamera.pt
+351 217 165 158

REDES SOCIAIS